Estamos chegando à reta final! Se você acompanhou nossa série até aqui, deve ter alguns conceitos do universo dos aplicativos esclarecidos, certo? Caso seja sua primeira leitura, acompanhe nossos outros posts aqui!

No post anterior abordamos o termo outsourcing, que se traduz na terceirização, quando se fala em desenvolvimento de aplicações. Ingressando nesse campo, trouxemos nesse sétimo post justamente a correlação entre as etapas de desenvolvimento e o investimento a ser feito para a geração de um app.

Calcular tempo e retratar valores em um desenvolvimento de TI parte de uma tarefa mais complexa do que parece. Há diversos fatores a serem considerados para que se conte com a repercussão aguardada – por exemplo, qual o tamanho da equipe desenvolvedora? Quais tarefas cada um irá desenvolver? Quais processos? Quais ações compõem este App? Será híbrido, via Xamarin ou Nativo? Entre outros. É um projeto que, apesar de extremamente técnico, depende da interação entre pessoas e isso geralmente impacta no tempo de desenvolvimento.

O desenvolvimento de um aplicativo através da WebTouch possui 16 itens entre etapas e processos, tudo para o perfeito funcionamento do seu App.

Estratégia

Este é o momento de elaborar. O analista de sistemas faz o briefing do cliente, isto é, coleta dados de acordo com sua demanda e especifica o projeto tecnicamente, ajudando quando necessário inclusive na estruturação da ideia, que nem sempre está totalmente formada por parte do cliente. O projeto só sai do papel quando for totalmente especificado e estando de acordo com o que o cliente quer. O analista fará o meio de campo entre o cliente e o time de desenvolvedores, já que sabe falar as duas línguas, consegue traduzir melhor o que cada ponta do projeto quer e precisa saber/falar.

Design

O design é item primordial para o start do projeto. Por meio de análises e protótipos de interfaces, o designer calcula quais fatores são responsáveis pela melhor usabilidade do usuário. Além disso, estuda quais aspectos são fornecidos por sistemas distintos e organiza layouts polidos para a navegação.

Lembra do design UX e UI?. É nessa etapa que eles acontecem.

Desenvolvimento

Até que enfim! Mão na massa (ou nos códigos).

É nessa etapa que o programador entra em cena. Tendo as demandas arquitetadas, é hora de transformar o projeto em código. Trata-se da atividade chave do processo, portanto, a mais extensa. Nesse setor, acontecem as análises e estruturação de banco de dados, controle de acessos, integrações gerais, implementação das regras de negócio, entre outros. Ou seja, o aplicativo sai do papel.

Nesta fase, também podemos englobar a homologação, onde o aplicativo é testado, tanto pela equipe de desenvolvimento, como pelo próprio cliente. A partir dos testes, são identificados os possíveis erros e verificado se as regras levantadas na etapa de Análise estão sendo atendidas.

Evolução

Dificilmente um aplicativo é desenvolvido e permanecerá na sua “versão 1.0” para sempre. Depois de lançado, uma aplicação torna-se quase um ser vivo, necessitando de manutenção e pedindo por melhorias. Tais melhorias podem vir tanto de pesquisas como de feedbacks dos usuários. Não existe sistema ou aplicativo perfeito, sempre há item que pode ser melhorado, mudado, reinventado.

Bom, falar em valores para desenvolvimento de aplicativos é muito delicado porque depende de cada projeto, eu sei, a frase é clichê, mas é bem assim. O valor é calculado levando em conta todos os critérios acima. Segundo pesquisas, em média, um projeto pequeno leva em torno de dois a quatro meses para ser finalizado com êxito, sendo avaliado entre R$15 a R$80 mil; já os de médio/grande porte podem durar de seis meses até um ano, alcançando os dígitos de R$300 mil.

Enfim, sintetizamos e traduzimos as nossas etapas de desenvolvimento de um aplicativo. Como você pode perceber, e como sempre citamos, é um processo bastante detalhado que exige responsabilidade, competência e produtividade e por conta da equipe, conhecimento técnico e interação entre diferentes áreas. Portanto, considerando todos os fatores e, principalmente, o conhecimento técnico de qualidade, torna-se respeitável as estimativas de valores.

Fechando nosso livro esclarecedor, nos apresentamos neste post como possíveis desenvolvedores do seu projeto. Nossa equipe está alinhada para atender todos os propósitos traçados por seu empreendimento. E aí, ficou interessado? Entre em contato conosco e saiba mais obre nossos serviços e orçamentos.

Fique de olho em nosso Blog e mantenha-se atualizado sobre o que é destaque em tecnologia.

Fontes:
http://www.esauce.com.br/qual-equipe-necessaria-e-quanto-custa-criar-um-app/
http://www.techguru.com.br/a-problematica-da-estimativa-de-tempo-no-desenvolvimento-de-software/

  • Compartilhar post
  • |

Newsletter

Acompanhe as novidades